Duas histórias pouco conhecidas do 11 de setembro

Publicado originalmente em Reminiscências:
Um grupo de resgate da Guarda Costeira de Sandy Hook, NJ, se aproxima do World Trade Center. Fonte: USCG photo por Tom Sperduto Apesar de gostar muito do Dia do Cerrado, o 11 de setembro sempre será lembrando pelo infame ataque às torres gêmeas de Nova York em 2001. A…

A história de uma árvore e uma espécie reprimida em meio à tempestade

Publicado originalmente em Dragão Metafísico:
Existiu um pobre ser que até então era natural Sonhava em ser errante Mas todo sonho é irreal Era um dente de leão Parecia esperto mas vivia em aflição Toda a sua beleza em vão Ouviasse o barulho de um trovão Seguido de uma tempestade Da qual nasceu…

Ninguém disse (ou vai dizer) que enfrentar a morte é fácil

Publicado originalmente em Em Fim:
A fundadora da Order of the Good Death Caitlin Doughty nos mostra que encarar a morte não é fácil. Mas vale a pena. Recentemente, um seguidor da Ordem fez um comentário no sentido de “é errado fazer parecer que trabalhar com a morte é fácil”. Fácil? Não. Por Deus, não.…

Centrão

Publicado originalmente em Opiniões & Crônicas:
Hesitei. Cheguei a apontar o dedo a uma letra do alfabeto. Declinei, indo ao WC. Mentalmente eu escrevia. Ao retornar para o quarto, cerrei a janela. Deite-me em uma das camas e me cobri com dois cobertores. Recordações vieram-me à mente. Nada que me fosse importante. Então,…

O que é o femonacionalismo?

Publicado originalmente em Toupeira Vermelha:
Título: BovariData: Setembro de 2021CC Creative Commons – Frederico Mira George/Toupeira Vermelha/IVª InternacionalPintura digital sobre transfer Sara Farris publicou recentemente um livro provocador intitulado “Em nome dos direitos das mulheres: a ascensão do femonacionalismo”. Nele, ela examina como nacionalistas de direita, neoliberais e algumas feministas e agências de igualdade para…

Correntes de Veneno e Caos – Excerto do 1o Capítulo

Publicado originalmente em Ana Cristina Rodrigues:
— Eu tinha esquecido como essa porra de prédio é feia. — “Joia da arquitetura modernista brasileira”. — Feio pra caralho. — Você beija a sua mãe com essa boca? — Não, beijo a sua! Ele me abraça apertado. — Ai, irmã, sua louca, eu estava com saudades! —…

Estúdio de Tingimento Indigo Higeta, Mashiko, Japão

Publicado originalmente em portugalbrasiljapao:
Parte da minha pesquisa de campo de doutorado no Japão, sobre artistas ocidentais que vieram praticar cerâmica no país do sol nascente, foi realizada numa pequena cidade chamada Mashiko, na prefeitura de Tochigi, a uns 150 km a norte de Tokyo. Mashiko ficou conhecida depois que o ceramista Hamada Shoji, membro…

Corredores

Publicado originalmente em Simple Words:
Eu estava vagando por aqueles mesmos corredores, dos quais sempre passava em busca de algo que sabia não ter ali, mas mesmo assim continuava a procurar. Os corredores já eram bem conhecidos por mim, eu praticamente já sabia onde estavam todos os livros, mas ainda procurava por um livro diferente…

TUDO MUITO CLARO

Publicado originalmente em ARCHIVO AVOADOR:
Tudo muito simples. Claro! Reproduzo aqui os interessantes comentários do senhor Anônimo de Tal, pois que pertinentes: Parakatzum, parakatzum, parakatzum! Grosso Modo, botega del piacere na flor-de-lis pentacameral. Tudo saramago e boskovitch, o matias. As avestruzes galopantes invadiram o berçário e lá deixaram seu testamento: picharmurus é preciso. Mandrake Mandrix,…

Desabafo

Publicado originalmente em Sacudindo as ideias:
Nem todos os dias, nem todas as horas, conseguimos manter o alto-astral e o otimismo. A vida nesse planetinha anda bem zoado. Claro, responsabilidade daqueles que se acham “animais racionais”. São tantos os absurdos desabando em efeito dominó, que decidi dar um basta por alguns dias. Retornei para o…

Compramos uma briga que não é nossa?

Publicado originalmente em Opinião sem Fronteiras:
Compramos uma briga que não é nossa? “Eu dou um boi para não entrar numa briga, e dou uma boiada pra não sair dela”. Desde pequeno eu ouço esta frase, perdi as contas de quantas vezes eu a pronunciei em alto e bom tom – agressivamente na maioria…