Quero? Quero!

Letra Corrida

– A família dele é religiosa, não sei se vou segurar essa!

A jovem de mechas assimétricas balança o braço tatuado enquanto dá a ficha do novo namorado para a amiga ruiva no vigésimo andar do Tijucas. O drama amoroso se comprime no pequeno café 271, quase escapando pela grande janela que projeta a paisagem do centro de Curitiba. Lá embaixo, à esquerda, a torre da Igreja do Rosário dos Pretos ignora a conversa, dividida entre o silêncio dos escravos enterrados no subsolo e o burburinho do Largo da Ordem.

Do nada, um Quero-Quero começa a gritar, à noite, na frente do nosso quarto, no Pilarzinho. O pássaro voava em semicírculos, berrando, grasnando, berrando, grasnando. “Os gatos apanharam um filhote, só pode ser”, pensamos. Não era a primeira vez. Protegido por um guarda-chuva e um capacete de bicicleta, saí pro quintal. Esse herdeiro dos dinossauros é brabo, vai pra…

Ver o post original 400 mais palavras