Parodiando…

Tudo que se prende no olhar

Créditos da Imagem: Evelyn Postali

Leva o lixo todo o dia, que agonia!

Na quebrada da ladeira, que descia.

Escorregou no chão molhado,

Foi saco pra todo o lado,

Guarda chuva a voar.

Uma olhada em seu corpo, tá perfeito.

Segue em frente, é o jeito. É o jeito!

Recolhe os sacos espalhados,

Guarda-chuva estragado,

Menos mal, ainda dá pra usar.

Eu entendo a revolta dessa lida.

Vai e vem, é mais um ato desvairado.

Levanta logo, dá uns passos,

E sorri do descompasso,

Uma mulher não pode vacilar.

(parodiando o Luiz, da Melodia – escute a música AQUI)

Ver o post original