Velho som familiar

Vis Ainertiae

Hoje eu acordei em pleno verão,
O sol estava no zênite,
O tempo era diferente de outrora,
Embora no mesmo clima de outros tempos.
Hoje eu acordei e o mundo me pareceu igual,
Tempos de incerteza,
Tempos de moléstias e de desejos bélicos,
E agora, mais acordado do que antes,
Percebo que o mundo está diferente.
A despeito do canto das cigarras,
Que permanece, desde minha infância, o mesmo.
Fecho os olhos e sinto o velho som familiar,
Fecho os olhos e esqueço de tudo por um momento.
Desejo que minha memória se apague.
E me escorrem algumas lágrimas.
Espero que seja meu corpo tentando expulsá-las.

22-1-2022

Ver o post original