The Power of the Dog

Sonia Zaghetto

Atenção: o texto abaixo contém spoiler do filme e do livro The Power of the Dog.

Montana, 1925.

“Phil sempre fazia a castração. Primeiro, cortava a pele do escroto e a atirava pro lado; em seguida, forçava para baixo primeiro um e depois o outro testículo, cortava a membrana de arco-íris que os envolvia, arrancava e jogava no fogo, onde os ferros de marcar brilhavam. Surpreendentemente, havia pouco sangue. Em poucos instantes, os testículos explodiam como uma enorme pipoca. Alguns homens, dizia-se, os comiam com um pouco de sal e pimenta. “Ostras da montanha”, Phil os chamava, com aquele seu sorriso malicioso”.

Com essa descrição crua, Thomas Savage inicia o romance The Power of the Dog, que deu origem ao filme dirigido por Jane Campion e exibido na Netflix. Um editor tentou convencê-lo a retirar a cena. Savage se recusou e o livro foi publicado por outra editora.

Ver o post original 2.513 mais palavras