Várias vidas

Caderno Jota

Vocês já tiveram a sensação de que viveram várias vidas?

Recentemente, comecei a rever o anime Cowboy Bebop na Netflix. Queria me preparar para a estreia do live-action com John Cho e, ao mesmo tempo, apresentar ao Gabriel essa que foi uma das minhas séries favoritas na adolescência, quando passava horas explorando a programação exótica da Locomotion, na TVA. Na época, Bebop (como apelidei com carinho) me rendeu um avatar em fóruns online, uma trilha decorada de ponta-a-ponta e um boneco articulado do protagonista, Spike Spiegel – que até poucos meses atrás ainda se equilibrava na minha mesa, chutando alto numa pose de kung-fu.

A verdade é que, vinte anos depois, a trilha foi, provavelmente, a única coisa que eu realmente guardei de toda aquela obsessão. Revendo os episódios, noto que não me lembro de nenhum detalhe, nenhuma história, nem mesmo o que diabos acontecia naquela cena tão bonita da…

Ver o post original 246 mais palavras