Os Amigos A Escola e a Pide

Qual é a tua ó meu

Estava proibida de conviver com ela. Parecia um rapaz, vestia-se como um rapaz, guiava um carro, sendo menor. E tinha chofer e tudo! Parecia mal, andar com ela, o que haveriam de dizer, um ser assim tão discordante, bizarro.

Era um casarão, com um grande quintal, que se misturavam, como um só; as galinhas, os cães, gatos e outros bichos, circulavam livremente por todo o lado. Ficava mesmo junto à minha casa, quase à frente, do outro lado. Eu ia lá ter explicações de francês, com a madrinha, como lhe chamavam, e era uma simpatia.

Havia uma senhora, talvez centenária, que já não se movimentava, e estava sempre sentada, num quarto dos fundos, a ver televisão, a um palmo do écran, com os olhos semi cerrados, para melhor enxergar, pois não usava óculos. Havia também uma outra senhora, mais uma madrinha, muito forte e muito atarefada, que se arrastava, de…

Ver o post original 1.191 mais palavras