Os poderosos e os bodes expiatórios

Balaio Caótico

123. THE ANIMALS AND THE PLAGUE (Aesop for Children, 1919)
(Os animais doentes da peste – ilustração de Milo Winter 1886-1956)

Jean de La Fontaine (1621-1695) escreveu a fábula “Os animais doentes da peste”.

Esopo (620-564 a.C.) teria sido o primeiro a contá-la, sendo seguido por muitos outros, inclusive os nossos Justiniano José da Rocha (1812-1863) e Monteiro Lobato (1882-1948).

La Fontaine procurou traçar um retrato da aristocracia francesa do antigo regime, ressaltando a crueldade dos poderosos. Está em causa o princípio de que a justiça seria igual para todos, já que ela sempre está do lado dos mais fortes, isto é, dos ricos. 

OS ANIMAIS DOENTES DA PESTE

“Um mal que espalha o terror;              

Mal que o Céu, em todo o furor,

Inventou pra punir os crimes da terra,

A Peste (que o seu nome a todos eu conte),

Capaz de encher num dia o rio Aqueronte,              

Entrou com os animais em guerra.

Nem todos morreram, mas…

Ver o post original 756 mais palavras