O inconsciente é o outro

eu(em)torno

Talvez a noção mais relevante da psicanálise para o presente não seja a ideia do inconsciente – bastante incorporada hoje às neurociências, pelo menos em seu sentido descritivo -, mas a percepção da radical importância da relação com outras pessoas para a configuração de nossa personalidade.

Sabemos hoje que as experiências de vida são realmente importantes, e modulam, constroem, literalmente, nosso cérebro. Isso também foi incorporado às neurociências, a ponto de podermos dizer, a partir dela e também da psicanálise, que em grande parte nós somos o produto de nossa história de vida.

Mas o que ainda não vejo tão incorporado à neurociência é a importância diferencial que essa relação com o outro teria.

***

Para a psicanálise, desde sempre, as experiências de vida foram reconhecidas como fundamentais para a construção de nossa personalidade. Mas, dentre essas experiências, aquelas relacionadas aos “outros significativos”, isto é, àquelas pessoas que importam ou…

Ver o post original 473 mais palavras