Um passinho para trás, por favor!

a(s)cendendo à luz

Este texto foi originalmente publicado na minha coluna da Eureka Digital. Visitem o site da Editora (http://www.editoraeureka.com.br) e sigam também o Instagram (@eurekadigitalapp) para acessar outras publicações.

Sempre ouvia dizer que devemos manter um olho no peixe e outro no gato e ficava imaginando o felino rondando um aquário, à espreita, pronto para a pescaria naquele exato momento em que o cuidador se distraísse. Cena nem um pouco engraçada e, na maior parte das vezes, associada à desconfiança – do gato, nesse caso. Algo um tanto paradoxal como “confie desconfiando”. Um certo dia, ouvi também a parábola dos camelos e, então, colei os dois ensinamentos com uma mesma conclusão: é preciso ter fé, mas nunca deixar de fazer a nossa parte.

Para quem ainda não conhece a história dos peregrinos que atravessavam o deserto, vou direto ao ponto em que eles montam acampamento para passar a noite e um deles…

Ver o post original 944 mais palavras