A Arte como espaço transicional

eu(em)torno

Atahualpa Yupanqui

A veces em llanto

se vuelve canto en el andar

Atahualpa Yupanqui

.

.

A arte é uma realização – encontra suporte no real – de algo do mundo interno. No entanto, não é nem puramente real nem puramente imaginado; é uma experiência transicional.

***

Já falei sobre isso em diversos posts, mas, psicologicamente, nunca nos relacionamos diretamente com o real; há sempre uma interpretação, um uso, uma perspectiva, uma subjetivação do dado concreto, que o torna efetivamente humano.

O inverso também é verdadeiro, e não é porque algo chega à nossa mente vindo do mundo interno que temos sempre as ferramentas necessárias para lidar com isso. Também para nossos processos internos precisamos de intermediários, de intermediações.

A arte é uma dessas intermediações.

***

Na arte realizamos, botamos pra fora, algo de nosso mundo interno. Muitas vezes, mal sabemos o que é esse “algo”; somos…

Ver o post original 299 mais palavras