Submissão

Literatura, café e outros vícios

Talvez seja impossível, para pessoas que viveram e prosperaram em determinado sistema social, imaginar o ponto de vista dos que, nunca tendo tido nada a esperar desse sistema, encaram sua destruição sem nenhum terror especial.

Nesses dias de pandemia devastadora e governo armagedônico falar de literatura parece até um contrassenso, coisa de quem é mais afortunado que outros e que poderia, portanto, falar de amenidades. Apenas parece, contudo: ler e falar de literatura não apenas ameniza os problemas que enfrentamos todos os dias, não apenas pode nos encantar com a poesia que salva, a literatura também pode nos ensinar que a realidade, essa outra dimensão que os abençoados com a sorte por vezes esquecem, que essa danada é bem diferente do que imaginamos que ela seja.

Gente como eu tem a mania de achar que sabe mais do que os outros só porque estudou mais, que conhece o mundo. No…

Ver o post original 782 mais palavras