Livro, câmera e ação: das páginas para as telas

Isabela Borges

A transformação de livros em obras cinematográficas divide a opinião dos fãs. Enquanto as adaptações para a tela do cinema são o sonho de escritores e fãs, um resultado negativo pode se tornar o maior pesadelo entre o público e levantar debates sobre o tema.

Um dos grandes obstáculos para diretores e roteiristas é a imaginação e as expectativas dos fãs, já que cada leitor cria na própria mente uma versão exclusiva daquele universo. Contudo, não existe uma receita a ser seguida para que as produções cinematográficas recebam críticas positivas e, consequentemente, sejam um sucesso de bilheteria.

Uma desvantagem sofrida pelo cinema são os detalhes que, na maioria das vezes, apenas os livros conseguem transmitir. Por exemplo, poder ficar imerso na mente de cada personagem, sendo capaz de entender sentimentos e pensamentos. A descrição detalhada de cenários na narração é um outro ponto à frente que os livros…

Ver o post original 401 mais palavras