O TORCEDOR

Gritos&Bochichos

O cara acorda no futuro, tempos após entrar em estado de coma, num hospital particular da zona sul da capital.

Ao recobrar a consciência vê uma mulher já com pés-de-galinha a contornar os olhos, alguns cabelos brancos e o rosto de bochechas negativas, ao lado da cama, e pergunta pela esposa:

– Cadê a Zoraide?

Surpresa com o fato, a mulher responde:

– Querido, sou eu, a Zoraide! Que bom que você acordou!

– Zoraide?! É vocês mesma?! – se espanta o homem diante da mulher mais velha que ali está, mas cujas feições não lhe eram estranhas.

A Zoraide não tinha cabelos brancos, nem pés-de-galinha, nem bochechas cavadas. Quando se deu o problema, era ainda uma mulher jovial, com os hormônios a funcionarem visivelmente em seu corpo bem-feito, em suas feições bem talhadas.

– Quanto tempo fiquei aqui, dormindo, inconsciente? Fale devagar para eu não tomar susto? Tem um…

Ver o post original 1.057 mais palavras