Cora Coralina, Pablo Neruda, um pouco de Belchior, uma amiga e eu

histórias da gata preta

Domingo, 7 de março de 2021 (e eu sonhei com meu avô ontem à noite)

“Faz da tua casa uma festa!

Ouve música, canta, dança…

Faz da tua casa um templo!

Reza, ora, medita, pede, agradece…

Faz da tua casa uma escola!

Lê, escreve, desenha, pinta, estuda, aprende, ensina…

Faz da tua casa uma loja!

Limpa, arruma, organiza, decora, muda de lugar, separa para doar…

Faz da tua casa um restaurante!

Cozinha, prova, cria, cultiva, planta…

Enfim…

Faz da tua casa

Um local criativo de amor.”

(Cora Coralina)

O Oceano Pacífico azul-cobalto de Isla Negra

Todas as vezes que viajo, procuro visitar algum lugar relacionado às referências que eu fui acumulando ao longo do tempo, se houver alguma por lá. Pablo Neruda não é o que eu posso chamar de um dos meus poetas preferidos, mas, como disse alguém (talvez tenha sido a Clarice Lispector, mas não tenho certeza) todo…

Ver o post original 1.015 mais palavras