Deus dos que matam os que tem fome.

Elas contra Tebas

Foto: Victor Moriyama – Greenpeace

-Mara Esteves

28 de fevereiro.

Último dia de um mês que o ritual da catarse carnavalesca não veio. Sinto que sem o carnaval não há quaresma. Não há redenção e nem o equilíbrio entre o profano e o sagrado. Parece até que Deus nos abandonou. Ou pior, desistiu de nós.

Custa muito acreditar que o todo poderoso, tenha nos abandonado assim, à mingua, carregando a cruz da fome, da falta do amanhã, vagando no silêncio das horas. Enquanto um falso messias, goza dos privilégios do poder e desfila em plena muvuca de capangas, sem máscaras, mostrando sua face mais diabólica, bravando ser o representante mor deste país.

Peço perdão a Deus e ao Diabo, já que tamanha maldade, só pode ser obra da insensatez humana.

Na cultura popular, é constantemente usada a face de Deus para representar o bem, e do Diabo como o guardião…

Ver o post original 223 mais palavras