Vidas e vidraças

Pedro Rabello

Eu me autodeclaro branco; e isso diz menos sobre a cor da minha pele, e muito mais sobre todas as oportunidades que tive na vida. Sempre estudei em escolas privadas, tive plano de saúde e não precisei trabalhar para me sustentar até sair da casa dos meus pais. Partir de um ponto tão privilegiado me deu uma vantagem enorme para que chegasse até aqui: formado, com um bom emprego, um apartamento próprio e uma vida financeiramente confortável.

Tenho plena consciência de que esta não é a realidade de grande parte da população, sobretudo da maioria negra que forjou e forma este país. Porém, o fato de não ter vivido na pele as mesmas dificuldades não significa que estou alheio aos problemas que os negros enfrentam no Brasil. O racismo, sem dúvida, é o pior e mais grave, posto que estrutural, e precisa ser combatido com vigor não apenas por quem…

Ver o post original 376 mais palavras