David Byrne convida-nos a refletir sobre o mundo para evitar a rota oposta à de uma utopia

Gira-Discos

Filme-concerto assinado por Spike Lee, “David Byrne’s American Utopia” parte de um espetáculo magistralmente concebido e executado e usa as canções, as imagens e as palavras para nos fazer pensar sobre os caminhos que o mundo hoje vive. Texto: Nuno Galopim

Criar um filme-concerto pode ser muito mais do que conceber e gerir uma família de câmaras no momento da captação de uma atuação (habitualmente a decorrer num palco). O realizador e a sua equipa podem assim olhar o detalhe, colocar-nos perante pontos de vista que seria impossível de vermos caso estivéssemos sentados na plateia a assistir. E pode ainda, a partir da música e das palavras que emanam do palco, construir um discurso que assim ora acentua a comunicação ou pode até vincar ou destacar elementos e, assim, criar uma segunda camada de leitura… Spike Lee faz tudo isto ao levar o espetáculo American Utopia, de David Byrne…

Ver o post original 740 mais palavras