Aniversário

Sonia Zaghetto

Cuida de ti

do teu coração

das tuas horas

As areias do tempo já escorrem

Relógio de água

Ritmo de vida

Tempo

E um dia, ao olhar no espelho, eu as descubro. Rugas cheias de profundidade e histórias. Fazem par perfeito com os cabelos que se fazem fios de inverno. Olho para elas com algum carinho e nenhum medo. São o retrato do que experimentei, são o pergaminho em que escrevi o relato da minha vida.

Vejo meu rosto mudando aos poucos, o contorno do queixo se tornando mais fluido, a pele perdendo o viço enquanto a mente está ainda tão jovem, tão cheia de risos e tolices, inconsequências e minúsculas inquietações.

Este é um tempo em que a morte parece espreitar mais de perto, estreitando uns olhos de cobiça e ironia em minha direção. Tudo conspira para lembrar que o tempo escorre, desliza e escoa pelas vielas de uma…

Ver o post original 163 mais palavras