Velório de sangue

Você professor

Desde a primeira vez que Júlio viu o senhor Kokot, ele achou aquela figura muito estranha. O velho vivia engomado, se escondendo dentro de um sobretudo preto e usava uma cartola bem alta. Quem usa um artefato desses em pleno século XXI? Não importa o quão estranho a figura parecia, o fato é que ele era o único da velha casa ao lado que cumprimentava Júlio em encontros esporádicos.

Assim ocorreu na primeira vez em que Júlio cruzou o caminho do velho:

_ Bom dia, Senhor! Hoje o tempo está bom, não é?

_ Está um pouco abafado, meu filho, mas a minha doença me impossibilita de expor a pele ao sol e usar uma roupa mais fresca.

Júlio fitou o velho de forma inquisitiva, procurando saber em sua memória fotográfica se conhecia alguma doença que impossibilitasse alguém de tomar sol, não lembrou de nenhuma e continuou a conversa.

_…

Ver o post original 1.409 mais palavras