Desobediências

Elas contra Tebas

Solidão – Mateus Lopes

Ana Karina Manson

Ela teve dois filhos de um casamento que durou pouco.

Ficou viúva.

Viúva.

Mulher viúva, jovem, naquele tempo, não podia. As pessoas podiam falar. E também como sustentar as duas crianças sozinha? As poucas oportunidades que apareciam eram para mulheres solteiras e sem filhos.

Ela era um ser estranho na sociedade hipócrita, que idealiza modelos de famílias, torturando muitas mulheres debaixo de um silêncio cruel.

Ela sendo viúva era um desaforo! Por que o marido tinha que morrer?

Para o pai, já estava tudo resolvido: filha casada era sinônimo de paz; não precisava mais se preocupar com a honra da família.

E agora tudo se desarranjava com a filha assim tão jovem, tão bonita, sozinha, sendo alvo da conversa alheia.

O pai tratou logo de arranjar a situação e arrumou um pretendente para a filha.

Tratava-se de um velho senhor, também viúvo, que…

Ver o post original 476 mais palavras