Mataram o Agiota

jardim das incertezas

I

O restaurante ficava na avenida principal, não possuía fachada, e a cor branca da parede externa, por estar bastante deteriorada por conta das últimas chuvas, contratava com o branco do ambiente interno, que parecia ter sido pintado recentemente. Lá dentro havia quatro mesas com cadeiras de metal, e fora mais três mesas com cadeira, mas de plástico. O restaurante abria as 11 e fechava sua primeira hora com pouco movimento. Quando dava meio dia quando o restaurante enchia por completo. Saía muitos marmitex, e havia gente esperando por lugares, enquanto os que estavam nas mesas conversavam alto, e os que esperavam pediam para ele alugar um local maior; e naquela algazarra toda ele não conseguia falar sério, brincava com todos quase ao mesmo tempo, o que dava ao lugar um clima bastante familiar. Por volta da uma e meia o fluxo reduzia drasticamente. Mas ele mantinha o restaurante aberto…

Ver o post original 2.606 mais palavras