BR-S909 contra Golias (parte 2)

Elas contra Tebas

Image for post
Trabalho de OSGEMEOS na Avenida 23 de maio, em São Paulo.

Arlete Mendes-

Um ruído contínuo, estarrecedor agregado a um lusco-fusco alaranjado, intenso a fez cerrar os olhos. Levou as mãos até os ouvidos. Sentiu a pedra pesar para além de sua densidade, ainda estava ali, mas o alarme a fizera recolher ideias e passos. Fechou a vidraça.

O som e a cores cessaram. Agora ouvia seus pensamentos. Quem a vigiava? Irrelevante exemplar de sua espécie, destinada a cumprir seu papel mecânico e repetitivo a cada manhã. Por que ainda a mantinham viva?

A pedra. As luzes alaranjadas. O som. “Flashes” de memória. O chão. As árvores. O fora… Era aquilo. Precisava sair daquele lugar-caixa, que nada tinha a ver com um lar. Não sabia o que era um lar, mas não era aquilo, definitivamente.

Eis que uma pergunta nunca elaborada, rompeu em meio à confusão de imagens e sentimentos…

Ver o post original 725 mais palavras