E DAÍ?

Pedro Paulo Rasga a Mídia

Bolsonaro está infectado com o novo coronavírus. Ontem o próprio Bolsonaro anunciou, pessoal e presencialmente, que o resultado de seu exame havia dado positivo. Poderíamos nos perguntar “E daí?”, não como desdém à doença e às suas vítimas fatais, como fez o próprio Bolsonaro. Nosso “E daí?” também nada tem de desejo de morte ao Presidente, como ele próprio desejou, em 2015, que a ex-Presidente Dilma morresse infartada ou de câncer. O “Edai?” foi uma interrogação que fizemos tão logo soubemos que Bolsonaro havia entrado para a estatística dos infectados. Uma interrogação que expressava nosso total pessimismo em relação às atitudes delinquentes do Presidente diante da tragédia humana que assola o Brasil. “E daí?” foi a nossa primeira expressão de certeza de que Bolsonaro, mesmo depois de vitimado pelo coronavírus, não mudaria seu modo de agir. Quem sabe ele poderia aproveitar a oportunidade de ter contraído a…

Ver o post original 381 mais palavras