Luta de classes (2018): um filme sobre a importância da educação no tratamento da diferença

Por Gentileza

luta de classes

O Festival Varillux Em Casa tem sido um dos meus confortos nessa quarentena que, em Curitiba, retorna ao alerta laranja. No site do festival, foram selecionados 50 filmes franceses que estão disponíveis para você assistir gratuitamente em casa. Entre eles, está “Luta de Classes”, uma boa pedida para um domingo à tarde em que você já não aguenta mais as séries originais da Netflix e derivados.

 Luta de Classes (2018):

Em “Luta de Classes”, Sofia (advogada) e Paul (baterista de banda de punk rock) se mudam com os filhos para uma casa suburbana. Matriculam o filho Corentin na escola pública local, porque desejam que ele tenha uma educação que o leve a se tornar uma pessoa autônoma e consciente. Afinal, os dois também vieram da escola pública e possuem convicções políticas muito fortes e humanitárias.

Mas parece que a própria escola pública está assumindo novos significados nos tempos do filho…

Ver o post original 688 mais palavras