Mitigar os efeitos do confinamento domiciliar nas crianças durante o surto de COVID-19

ensaios e textos libertários

Guanghai Wang, Yunting Zhang, Jin Zhao, Jun Zhang, Fan Jiang
Publicado: 04/03/2020.

Link: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)30547-X

Traduzido por Vitória Teixeira e Joana Loureiro

Em resposta ao surto de coronavírus (COVID-19), o governo chinês ordenou um plano nacional de fechamento das escolas como uma medida emergencial para evitar a propagação da infecção. Atividades públicas são desencorajadas. O Ministério da Educação da China estima que mais de 220 milhões crianças e adolescentes estão confinados em suas casas; isso inclui 180 milhões de alunos do ensino fundamental e médio e 47 milhões de crianças em idade pré-escolar (1). Graças ao forte sistema administrativo da China, o plano emergencial de educação a distância foi rigorosamente implementado (2). Esforços maciços estão sendo feitos por escolas e professores de todas as etapas para criar cursos on-line e encaminhá-los através de transmissões de TV e internet em tempo recorde. O novo semestre virtual se iniciou em muitas partes do…

Ver o post original 1.387 mais palavras