Você já roubou um livro?

Falando em Literatura...

Eu nunca roubei um livro. Aliás, nunca roubei nada. Já fui roubada algumas vezes, isso sim.

Quando eu tinha 11 anos , peguei uma caneta de quatro cores no escritório do meu tio e a levei comigo, “ele tem tantas, acho que não tem problema”. A caneta era linda, nunca tinha visto uma daquelas, era novidade. Eu sempre fui louca por canetas. Aquela ficou queimando no meu bolso no caminho até a minha casa. Não suportei: voltei por cima do rastro, suando, rezando para que ele não tivesse dado falta, queria colocar a caneta de volta no mesmo lugar. Consegui. Entrei e saí sem ninguém notar a minha presença.

Essa foi a minha única tentativa arrependidíssima de furto.É um sentimento péssimo, que jamais quis repetir. Ainda menina, aprendi a jamais querer nada dos outros. Se eu tivesse pedido a caneta ao meu tio, com certeza ele teria me dado. No…

Ver o post original 367 mais palavras