Mais que um vírus, uma interrupção.

Por Gentileza

blogpostcoronaEsses dias de coronavírus têm me deixado muito pensativa sobre o ritmo da nossa sociedade. Como estamos acostumados a produzir e produzir (muitas vezes sem pensar).

Vejo muitas pessoas postando sobre suas novas rotinas no home office e como vencer as distrações em casa. É difícil mesmo. Estou nesse barco há quase seis meses.

Seguimos produzindo na medida em que podemos e, se não for possível, sofremos na ansiedade de não manter o mesmo rendimento – e das consequências que isso pode trazer não só a nós, mas também às outras pessoas.

Lembro de uma frase que li em “Sociedade do Cansaço” (Byung-chul Han):

“O que torna doente, na realidade, não é o excesso de responsabilidade e iniciativa, mas o imperativo do desempenho como um novo mandato da sociedade pós-moderna do trabalho”.

Byung-chul Han explica que saímos de um momento de sociedade disciplinar (Foucault), em que cada…

Ver o post original 429 mais palavras