Pare de fazer estimativas!

Marco Mendes

Seres humanos adoram racionalizar. E os seres humanos da TI ainda mais. Pontos de função, pontos de casos de uso, planning poker, story points, tamanho de camisa, fase da lua e outras técnicas mirabolantes tem sido usadas há anos para tentar prever o resultado da entrega do trabalho de times. Infelizmente, sem sucesso.

Os motivos são vários e cito alguns deles aqui.

1.Confundir estimativas com certezas.
Toda estimativa possui uma incerteza estatística. Tal conceito, chamado Cone da Incerteza, foi popularizado ainda nos 90 por Steve McConnell..

Cone da Incerteza O cone da incerteza mostra a incerteza associada a estimativas, que são enormes no início de projetos. Somente não existe incerteza depois que o trabalho foi terminado.  Fonte: Steve McConnell. The Black Art of Software Estimation.

Entretanto, gerentes ousam comunicar prazos de projeto com certeza quase divina. “Tenho certeza que vamos entregar o projeto em dois meses e meio”. “Esse projeto será…

Ver o post original 1.501 mais palavras