Ferruge

jardim das incertezas

Lembra do Ferruge, mano? Trombei ele ano passado. Ou foi retrasado, não me lembro direito quando foi. Sei que fazia um sol desgraçado: o calor do asfalto faltava derreter a botina. E ainda subir tudo aquilo com aquela bicicleta arrombada. Porra, vai se fuder! Época difícil do caralho! Aí o Ferruge surge do nada, tava de bike também, uma bike bem mais ajeitada que a minha, mas ele tava com aquela mesma cara de otário… Eu fui o que menos sacaneou o Ferruge lá no trampo e ele ia conversar comigo de vez em quando na hora do almoço, aliás, eu era o único que pegava leve com ele. As brincadeiras da galera era pesada demais, cê tá ligado… Então, como eu tava dando ideia, ele me viu e acelerou o passo, ao se aproximar ele acenou e já foi perguntando:

Eaí, vindo de onde?

Do trampo, eu disse, enquanto…

Ver o post original 1.357 mais palavras