Tutorial pra matar a avó e dormir semitranquilo

Vômitos Apaixonados

Quando você sente um certo amor, e falo no amor como doença, pelas palavras, começar um texto é, na melhor das hipóteses, impossível. Você pode ter a melhor ideia duma vida, um estalo divino, pouco importa, sem um começo decente, que pegue o leitor pela mão, suavemente, como uma mãe, e o envolva de boca tapada olhos arregalados e mãos atadas na história que se pretende contar, algo assim feito um sequestro mesmo, pra daí enchê-lo de tabefes, beijos, fazer o infeliz passar raiva, ódio puro e simples, sentir esperança, chorar rir gargalhar, se desesperar e o que mais sua cabeça maluca conseguir pensar, sem alternativa que não seguir até o fim, pode jogar essa ideia no lixo, pois a qualquer momento, assim que perceber que suas armas não servem pra nada, nem um mísero arranhão podem causar, sua vítima, ou leitor, vai se encher de tédio, levantar e sair…

Ver o post original 1.950 mais palavras