RAP e Consciência de Classe

Consciência Popular Livre

O rap, historicamente, é um estilo musical muito voltado para a crítica aos problemas sociais, como desigualdade, racismo, criminalidade etc. De fato, no início, ele foi criado para animar festas em bairros jamaicanos, contudo, já nessa mesma época, os chamados “toasters” (mestres de cerimônia dessas festas) já abordavam assuntos relacionados a problemas sociais.

Após a emigração de muitos jamaicanos para os EUA, devido a uma grave crise econômica e social que atingiu a Jamaica, o rap começou a se propagar nos EUA, e foi aí que os temas relacionados à pobreza e problemas sociais em geral se tornaram maioria dentre os compositores.

Como se sabe, o mundo está imerso em uma ordem societária extremamente exploratória e desigual, e, portanto, o rap nada mais é do que o reflexo dessa sociedade. Marx e outros autores comunistas já falavam que as ideias, de uma forma bem genérica, são reflexo das…

Ver o post original 1.028 mais palavras