BERE

Texto : Bere

O que forma a nossa identidade? A genética, um documento, um país, uma classe social? Distantes da identidade tribal herdada, vivemos na era da diversidade e as possibilidades de ser se multiplicam. Nossa imagem ganha o protagonismo da nossa existência. Ela é o elo entre nossos registros e nomes e assim, aos olhos da sociedade, passamos de um número a um nome com rosto.

Sem título 1

Entretanto, até que ponto somos o que de fato está registrado? As ferramentas de reconhecimento facial monitoram nossos caminhos e ações, mas o quanto essas tecnologias sabem além de uma combinação de cor de pele, olhos e formatos de rosto?

As redes sociais dão nova interpretação a esse questionamento, pois nelas  somos apenas aquilo que queremos mostrar. Além de uma nova oportunidade de ser, as máscaras que usamos na grande rede se tornam também um escudo: se online tudo é um constante palco…

Ver o post original 188 mais palavras