Colher de açúcar e sal

DOSES DE ALEATORIEDADE

Eu queria morar no dia em que te beijei a primeira vez,
No dia em que tudo estava tranquilo,
Quando provei a maciez da sua tez

Queria morar no dia em que te beijei a primeira vez
Quando vislumbrei aquele sorriso,
No dia em que cê me mostrou um pedaço do paraíso

Talvez eu esteja emocionado e queira apressar as coisas,
E aqui nas minhas rimas incertas,
Quero tirar a sua roupa
E provar das alvas coxas que eu fiz carinho,
Com minha língua descrever um novo caminho
Poder mais uma vez te dizer,
Desdizer, redizer,
Minha boca na sua eu quero você.

Ver o post original