Párias

Sonia Zaghetto

Em 28 de junho de 1969, a polícia invadiu o bar Stonewall Inn (leia aqui) em Nova York. Os abusos registrados deram início a uma vigorosa reação da comunidade LGBT. Ali, no coração de Greenwich Village, os homossexuais norte-americanos se ergueram contra um cenário de perseguição explícita e, em seis dias de violentos motins, fizeram de Stonewall um marco na luta por seus direitos.

Cinquenta anos se passaram desde então. Esculturas de George Segal assinalam o lugar onde tudo começou, mas ainda há muito a conquistar, tanto em termos de garantias individuais como no âmbito dos relacionamentos pessoais.

Em pleno século XXI, forçoso reconhecer, ainda há uma camada grossa de preconceito regendo parte destacada da sociedade mundial. E ela desagua nas casas, nos grupos familiares, nas relações de amizade, abrindo abismos, provocando dor desnecessária, levando a suicídios e a sentimentos despedaçados. Tudo evitável.

Não quero fazer deste artigo uma peça…

Ver o post original 1.946 mais palavras