“4 mini-resenhas: O batch de lançamentos do selo Meia-Vida em maio.”

Música Insólita

O Meia-Vida nasceu em Curitiba, em meados de 2012, fundado por Aline Vieira e Gustavo Paim que queriam lançar seus sons e sons que eles gostavam de amigos, assim, decidiram criar um selo para isso. Havia o apreço pela estética de lançamentos de noise e música industrial dos anos 80 em cassete, mas se questionavam sobre o motivo de lançar nesse tipo de material na era do pós-MP3; até que um dia ao ouvir o som “Half-Life”,do Swans, e debatendo sobre várias questões do selo, chegaram ao ponto chave: meia-vida. Ementrevista ao site O Volume Morto, Aline conta que o termo tem origemna existência necessária para alimentar essa produção musical, por terem nascido sem os privilégios para conseguir equipamentos ou material – além do conceito químico, que trata da semi-desintegração dos elementos.

O selo explora as possibilidades sonoras dafita cassete, à sua degradação natural e o fato dela…

Ver o post original 831 mais palavras