A arte de ser burro

Crie & Ative

“Invejo a burrice, porque é eterna.”
Nelson Rodrigues

A criatividade é a palavra mais envernizada do momento. Muitos holofotes estão sobre ela, principalmente aqueles que esperam tirar dela algum subsídio. O conceito está sempre em debate, a fim de acharmos uma definição que lhe caia bem. A própria dificuldade de realizar essa tarefa mostra que ou realmente não sabemos ou que preferimos uma descrição que se encaixe em nossos interesses.

Com o fim dos empregos, seremos obrigados a buscar novas funções, cada vez mais ligadas a segmentos que exigem posturas mais criativas. As máquinas estão “roubando” funções repetitivas, que exigem alto grau de concentração, como em fábricas e em setores burocráticos; e não se engane, até na medicina e em setores jurídicos já existem iniciativas para automação. Assusta muito esse processo, claro. Lembro dos tempos quando éramos obrigados a saber usar computadores. Novidade e artigo de luxo, custavam os olhos…

Ver o post original 1.008 mais palavras