A Terra é um Organismo Vivo!

O Místico Jardineiro

big_gaia

Reproduzo a seguir, a teoria desenvolvida por James Lovelock, médico e biólogo inglês em 1972. As considerações a seguir foram extraídas de BOFF (1995), e são citadas no livro “Percepção e Conscientização Ambiental”, por Macedo (2000: 20).

O dióxido de carbono, em Vênus, é da ordem de 96,5%, em Marte, de 98% e, na Terra, alcança apenas a percentagem de 0,03%. O Oxigênio, imprescindível para a vida, é totalmente inexistente em Vênus e Marte (0,00%), enquanto na Terra é da ordem de 21%. O nitrogênio, necessário para a alimentação dos organismos vivos, é, em Vênus, 3,5 % e, em Marte, 2,7%, enquanto, na Terra, é da ordem de 79%. O metano, associado ao oxigênio, é decisivo para a formação do dióxido de carbono e do vapor da água, sem os quais a vida não persiste. Ele é totalmente inexistente nos nossos dois planetas irmãos, que possuem quase o mesmo tamanho…

Ver o post original 533 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s