Pornô nada suave

JornalDELAS

A materialização do corpo feminino e a violência contra mulher são pautas durante espetáculo do Inverno Cultural

foto1

Halina Cordeiro, atriz do Grupo Transeuntes

Terror é a palavra que melhor define a apresentação teatral Soft Porn, do Grupo Transeuntes, realizado na terça-feira, 25, no bosque do Campus Dom Bosco, durante o Inverno Cultural. A partir de uma releitura aterrorizante dos contos de fadas, num cenário sombrio e fantasioso, o espetáculo discute a violência contra a mulher.

Soft Porn vem da junção de vários conceitos numa só dramaturgia, a fim de quebrar a expectativa das pessoas, conta o professor e coordenador do projeto, Marcelo Rocco: “Queríamos trabalhar a ironia presente no pornô suave, que passa a ideia da nudez familiar, aparentemente leve, a partir dos clássicos medievais da Chapeuzinho e até mesmo, no prefácio, da Deep Web.”

foto3

Noite começa com prólogo sobre DeepWeb

A plateia, com espanto e curiosidade, era convidada a…

Ver o post original 171 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s