A GAITINHA

Concerto Literário

Edmundo era dono de si, das flores e de tudo que era chamado vida. Dizia que cada pássaro era como seu próprio avião, flutuava entre os ramos do campo como se estivesse dançando uma valsa. Era um sonhador… E isso ninguém pode contestar.

Era conhecido por nunca ter visto uma mulher nua, mas imaginava as nuances das belas faces de todos os seres através do Céu. Ficava horas contemplando cada nuvem, sentado em um banquinho de madeira, com o velho cão Chico ao seu lado.

Um ser comovente.

Diziam que ele vivia muito solitário, mas o velho não prestava muita atenção nisso. Estava sempre cantando alguns versinhos sobre as flores, as árvores, os animais e as cores.

Adorava o arco-íris. Uma vez ele correu quilômetros para buscar o prometido pote de ouro, mas percebeu que era uma corrida que já havia perdido. Não se pode correr com os desejos, dizia…

Ver o post original 306 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s