Sobre tempo perdido e corações despedaçados

Café com leite cósmico

Eu aprendi umas coisas e não foi fácil.

Pensa na mão de obra que é amar alguém. Chega uma pessoa na sua vida e você vai lá, decide investir. E que puta investimento que é.

Primeiro, o tempo. No começo, é pouquinho. Você vê a pessoa e gasta ali, um, dois segundos para abrir um sorriso. Daí a coisa começa a evoluir, e vão-se horas em conversas, em descobertas, em explorações. Chega num ponto que o tempo investido é um compromisso. Sexta-feira oito horas – hora de sair para jantar, ver um filme. Passa o fim de semana, mais umas horas. Isso quando não chega no investimento final – finalmente, aplicar a vida inteira. Nesse ponto não cheguei, mas olha. Foi quase.

Depois, tem o estudo. Porque mente quem diz que um relacionamento não é empenho. Lá vem aquela pessoa com quem você nunca trocou uma palavra. Até virar amor…

Ver o post original 400 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s