Noite de Estreia

As Contistas

Vestido vermelho

Nenhuma  vontade  de sair do sofá
Entretanto, não havia a opção de faltar
Conforme previsto tacitamente no trato,
Esperava que  um dia virasse um contrato,
Não era possível escapar:
Se não fosse, alguém ocuparia seu lugar.

Banho quente para dar coragem
Xampu e  oração para os cabelos acomodarem
Vestido bem justo. Vermelho, a cor
Sapato  que na certa causaria dor
Pretinho no olho
Brinco e colar no pescoço
Mirou-se no espelho: visual perfeito
Impossível encontrar qualquer defeito

Contrato, que nada, admirando-se, pensou
Atorzinho de merda
Quem merece uma estreia
Sou eu, de tão linda que estou

Ver o post original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s