O INIMIGO COMO CONTINUIDADE DO ENTENDIMENTO

A Caixa de Tudo

Francisco_de_Goya,_Saturno_devorando_a_su_hijo_(1819-1823) Francisco de Goya – Saturno devorando um filho (1819-1823)

Entender um problema significa afirmar as razões para fazer guerra com aqueles que se debruçam sobre o mesmo problema. Em outras palavras, trata-se criar um contexto no qual possam surgir inimigos (onde se inclui também aquele que pensa). Mas ao contrário da concepção corrente de inimigo, que o presume como alvo de negação por meio de sua destruição, aqui ele serve como meio de afirmação e continuidade, dimensões que só podem se completar verdadeiramente por meio do movimento de antropofagia, ato que, ao contrário da morte, faz durar a existência de um corpo por outros.

Nessa perspectiva, o inimigo é o aliado no enfrentamento de um problema, uma vez que superá-lo significa dar continuidade ao movimento de compreensão do outro ao incluir sua posição como via de afirmação da continuidade da guerra, isto é, da possibilidade da produção de outros infinitos…

Ver o post original 104 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s