Mexeu com uma, mexeu com todas

Cathierine Weblog

Em alguns dias assistimos a violência contra a mulher de forma televisionada. Um homem empurrando uma jovem contra a parede, encurralando-a no canto, dedo em riste, ditando ordens. Ela, olho no olho dele pedia que parasse, porque ele estava machucando ela. A cena é da vida real, no programa Big Brother Brasil, em sua décima sétima edição. É reality, sem show. Os protagonistas, Emilly Araújo e Marcos Harter, um casal durante o programa, mas que desde que estão juntos ela sofre com um relacionamento abusivo. Mas desconhece. Ontem, após intervenção da Delegacia da Mulher, enfim a Rede Globo expulsou o participante e a cena seguinte ilustrou grande parte das situações vividas por nós, mulheres: culpabilização.
A vítima se culpar é um reflexo do machismo arraigado na sociedade brasileira de tal forma que fica invisível aos olhos a relação abusiva que muitas mulheres sofrem, disfarçadas de amor e cuidado. Um homem…

Ver o post original 289 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s