Uma nova palavra para o dicionário

Arte, aqui e agora

Graças à escritora Colette (1873 – 1954), conhecida como romancista, à artista Marina Abramović, conhecida como performer, e a mim mesma, conhecida como desconhecida – acabo de inventar um conceito.

Marina Abramovic MoMA Copyright Marina Abramovic / Bob Wilson 2013 – *Na foto acima, Marina e Ulay, performance “Nightsea crossing” na 18a Bienal de São Paulo (1985) Foto © Sheila Leirner

Colette diz: “Não me interesso pela morte, sobretudo a minha”.

Marina diz: “Para mim, a morte faz parte de todos os minutos da minha vida (…)”.

Eu digo: “Só me interesso pela morte de quem eu não gostaria que me deixasse, inclusive todos os seres humanos.”

De nós três, a única preocupada com o seu desaparecimento e posteridade é Marina, que encenou a própria morte, participando, como protagonista em The Life and Death of Marina Abramović, ópera criada junto com Bob Wilson, em 2011. Este projeto biográfico nasceu quando, um dia, a…

Ver o post original 157 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s