Relatos de um anti-herói

"(n)uma moldura clara e simples..."

“A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.”
Nelson Mandela

Todos nós precisamos de heróis. Precisamos de estereótipos para definir os extremos da nossa conduta moral e para que saibamos se a forma como agimos é boa ou ruim de acordo com a cultura em que estamos inseridos. Os heróis e vilões são arquétipos que personificam esses dois mundos, servindo como modelos do que ‘é correto fazer’ ou não.

Ao mesmo tempo que os mitos tem essa aura mística e nos inspiram a sermos pessoas melhores, temos consciência da impossibilidade de nos tornarmos um deles. Afinal, eles representam o bem ou mal supremo em nossas vidas e nós não somos fruto de nenhum deles extremos isoladamente. É comum nos depararmos constantemente com a linha tênue entre os dois mundos em algumas situações e, para tal, precisamos ser habilidosos para enfrentá-las e seguirmos em frente.

Nos…

Ver o post original 367 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s