Sound art. A estética visual e auditiva.

1093509.jpg

É assim que trabalha o artista francês Céleste Boursier-Moungenot. Seu trabalho consiste na pesquisa das estruturas e diferentes sonoridades de objetos diversos e cotidianos. Tudo isso com uma estruturação visual e sensorial.

Céleste estudou no Conservatório Nacional de Música de Nice e trabalhou como compositor para o coreógrafo Pascal Rambert. Sua primeira exposição foi em 1997  no museu de arte contemporânea CAPC, Bordeaux. Durante sua carreira, também já esteve presente na Pinacoteca em SP no ano de 2009. Nesta exposição ele trouxe para o Brasil um de seus trabalhos onde várias vasilhas de porcelana flutuavam em três piscinas infláveis. O resultado sensorial consistia no som desses encontros de uma vasilha com a outra, em movimento aleatório. Tal resultado sonoro com uma harmonia incrível e relaxante.

 Nesta instalação podemos fazer várias relações, como os “sons do acaso”. A naturalidade e fluidez. A harmonia do caos. Sem dúvida uma experiência sensorial que vale a…

Ver o post original 294 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s