possibilidade

destaarte

possibilidade percorria correndo sempre o mesmo caminho passava por uma casa velha numa ruela com a fachada de vidro consumido pelo tempo desatento passaram-se anos até ceder a sua curiosidade alimentada desde sua pouca idade e resolveu entrar funcionava ali uma loja de velharias possibilidade passou o olho blusas sapatos casacos colares nada julgou interessante vestidos bolsas brincos conjuntos nada a agradou tida por vencida chateada por ter dispendido tanto tempo de sua vida corrida encontrou quase na porta de entrada que também era a de saída um anel de latão desbotado possuía mais de uma cor e nada mais ficou presa entre o prateado e o marrom internamente possibilidade ria ele não duraria mais de um mês mas não conseguia sair da loja de velharia possibilidade atou-se com seu orgulho deixou e partiu no mesmo lugar que encontrou o anel que quase levou [possibilidade deixou o anel mas teve…

Ver o post original 139 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s