Na Trioblóidí

A K A M I N E

Há alguns dias, remexendo meus empoeirados vinis, deparei-me com um petardo gravado pelo Dexys Midnight Runners: Don’t stand me down, de 1986. Embora estivesse com ele à mão, por conta de seletas memórias (bastante distantes e anuviadas), o que acabei levando aos ouvidos foi o excelente Searching for the young soul rebels (EMI, 1980), o primeiro álbum lançado pelo idiossincrático grupo de Kevin Rowland. É um registro único – a bem da verdade, cada disco do Dexys é incrivelmente diferente do outro (até porque Rowland é o único membro fixo da banda) -, onde, de um modo geral, as faixas são guiadas por vocais esganiçados e emocionantes, conduzidos por guitarras saturadas em válvulas e pontuadas por intervenções malucas de um consistente naipe de metais.

Este LP é um marco fundamental para entender uma parte da cena londrina do final dos anos 1970. Com o fim dos “anos dourados” do capitalismo e o arrocho…

Ver o post original 1.089 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s