Luciana de Abreu: jovem educadora do século XIX

blog da Revista Espaço Acadêmico

LUCIANO ANDRÉ LEMOS*

NELSON PILETTI**

Luciana de Abreu
11 de julho de 1847 – 13 de junho de 1880

A história de uma das primeiras mulheres a discursar publicamente sobre assuntos sociais no Brasil começou na Roda dos Expostos da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Ao amanhecer do gelado dia 11 de julho de 1847, uma menina foi abandonada, na roda de madeira, feita para receber as crianças que as famílias não queriam. Junto com menina foi deixado um bilhete escrito de forma rudimentar em um pedaço papel contendo o seguinte pedido: “Minha comadre, quero que minha afilhada chame-se Lucianna Maria da Silva”. (grifo nosso).

Os filhos de senhores brancos com escravas, na época Imperial, que nasciam bastardos pelos amores secretos, eram deixadas na roda, espécie de baú giratório. Nunca se soube quem eram os pais da pequena “enjeitada”, também chamada de “exposta Luciana”. Mas a cor…

Ver o post original 968 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s